[SIN] KILLER: http://www.peta2.com : Cristianismo, Bandas de metal e Direitos dos Animais

segunda-feira, março 31, 2014

http://www.peta2.com : Cristianismo, Bandas de metal e Direitos dos Animais

http://www.peta2.com/heroes/christianity-metal-bands-and-animal-rights/

Durante meu tempo no peta2, eu vim a perceber que os direitos dos animais é um conceito global. Não é um ideal que está isolado para a sua cena punk-rock local ou de certas seitas de pessoas com convicções específicas. A noção de que os animais têm uma capacidade igual como seres humanos de sentir dor, a experiência do medo, e mostrar emoção e que devemos, portanto, tratá-los com compaixão, é compreendida e praticada em todas as partes do mundo por pessoas de todas as origens.

Há uma evolução no movimento dos direitos dos animais, porém, que me fez pensar se certas pessoas são mais propensas a ser sensíveis ao sofrimento dos animais. O que me traz a esta pergunta, será que  existe uma correlação entre os direitos dos animais e o cristianismo? 

Temos visto como as bandas emergentes  straight-edge, de background tendem a levar a sua força de convicção em sua  crenças no direitos dos animais- então o que dizer de bandas vindo de um fundo cristão? Aos olhos de Deus, todos os seres humanos são criados iguais ou são todos os seres criados iguais? Sem preconceitos ou receios, tomei estas perguntas para algumas das bandas mais populares up-and-coming na cena do metal cristão de hoje para obter os seus pensamentos sobre sua fé e como se relaciona com os seus pontos de vista sobre os direitos dos animais.


Aqui estão eles  em suas próprias palavras:

Como você passou a ficar ciente do  peta2?
Jared Warth, baixo do blessthefall: Na verdade, eu ouvi pela primeira vez sobre peta2 trabalhando com [Cody] e Kolby [da equipe de divulgação do peta2].

Patrick Meadows, guitarrista do Gwen Stacy: me tornei ciente do PETA2, enquanto eu estava no colégio. Lembro-me de ir para a Warped Tour a cada verão e vendo as suas tendas, embora eu nunca tenha pensado muito nisso  até que eu fui para a faculdade. 

Eric Gregson, guitarrista do Sleeping Giant: Eu tenho sido vegan por cerca de 12 anos. Tomei consciência do PETA no final dos anos 90, como resultado da minha paixão para acabar com a crueldade animal. 

Joe Lengson, baixo do MyChildren mybride: Eu primeiro ouvi falar no peta2, eu acho, que foi na Warped Tour, em Pomona, Califórnia. Eu via as tendas e as pessoas que tentavam obter assinaturas e me inscrevi. Eles me deram o DVD e todos os folhetos. ... Então eu comecei a conhecer pessoas, e eles começaram a enviar-me coisas. Ao longo dos anos eu me tornei ciente dos direitos dos animais e virei veg [etarian] e vegan há algum tempo. 

Você defini  sua banda como  cristã?

Warth: Eu sinto que somos mais  cristãos em um uma banda" do que uma banda cristã que quer levar  uma mensagem positiva para a garotada

Meadows: Nós somos definitivamente uma banda baseada na fé, com certeza. Porém,nós tentamos muito  não ser insistente sobre isso. Somos mais de respeito mútuo e construir relacionamentos com as pessoas. 

Lengson: Somos. Quando entrei pela primeira vez na banda tinha  um ateu na banda, e então todos nós realmente não se importava. Éramos todos um bando de cristãos na banda .... Estamos todos mais aberto a respeito de ser uma banda cristã nos dias de hoje. 

Como você  sente que o cristianismo e proteção dos animais do sofrimento andam juntos? 

Warth: Eu acho que proteger os animais é uma grande parte do cristianismo. Abuso animal é um grande problema no mundo de hoje, especialmente na luta animal e testes em animais. Eu sinto os animais não devem ser usados ​​para estas coisas. Deus não tinha a intenção de que seja assim, e os seres humanos não devem tirar proveito do dom de Deus. 

Meadows: Para mim, uma grande parte do cristianismo é o amor, e não parar em apenas amar as pessoas, eu acho.

Gregson: Junto com Sleeping Giant, eu também sou pastor de uma igreja em Redlands, Califórnia. Como já estudei a Bíblia, a natureza e o caráter de Deus tornou-se mais evidente para mim. Em Gênesis, vemos que Deus criou um mundo perfeito, no qual  o mundo dos animais não eram maltratados  abusado, ou utilizados para consumo humano. Dito isto, eu creio que Deus se preocupa com toda a Sua criação (incluindo animais), e não havia em  seu coração  a vontade para  eles serem maltratados. Jesus morreu para recuperar o que foi perdido nesse mundo perfeito. Os cristãos têm muito o que  aprender sobre o coração de Deus. 


Lengson: Eu era um ativista dos direitos dos animais, antes de eu cristão, do modo que deixava as coisas difícil, pois todos os meus outros amigos cristãos dizia, "Por que você não come carne? Ela é feito para nós. "Eu sou do tipo" Como é que fez por nós? "Eu vejo dessa forma. ... Mas ... Eu realmente não relacionar os dois mais. ... Eu não considero o vegetarianismo ou o veganismo uma parte do cristianismo mais. É meio difícil de contrastar os dois, você sabe? 

De todas as grandes questões de proteção animal, há um que você se sinte mais fortemente sobre, e por quê? 
Meadows: [A] idéia de criação industrial sempre me deixa enojado

Gregson: O cultivo em fábrica é a questão que me sinto mais fortemente. Fora de todas as questões dos direitos dos animais, acredito que a criação industrial provoca mais dor e faz o maior dano aos animais e pessoas. Milhões de animais são maltratados e destruídos a cada ano por causa do nosso conforto. É terrível. 

Lengson: Os testes em animais  provavelmente e a questão de pele. Acho que foi, cerca de dois anos atrás, um amigo meu do PETA enviou-me um monte de coisas quando vocês estavam fazendo a campanha "Fur [Is] Dead". ... Eu olhei para ele e pensei: "Isso é tão confuso." Há tantas outras coisas que você pode usar que são a mesma coisa [como pele]. Acabei usando essa camisa [Fur Is Dead ] numa uma turnê inteira no palco

Se um fã fosse perguntar-lhe como se envolver mais na proteção de animais, qual seria o seu conselho para ele?  

Warth: Gostaria de dizer-lhe para se envolver com a Action for Animals. Pelo que eu ouvi falar, é um programa muito informativo e vão dar a qualquer pessoa alguma informação que necessitam para a preservação dos direitos dos animais.

Meadows: Como a maioria das coisas na vida, olhar para ele e ler o máximo de informação possível, relacionadas. Dessa forma, você pode tomar uma decisão informada e ter uma direção clara. 
Gregson: Cada pessoa é diferente, por isso cada resposta seria diferente. Eventualmente, a nossa conversa levaria [para] a questão central de sua convicção, e a partir desse lugar que eu sinto que eu poderia encaminhá-lo [para] os grupos ou organizações adequados. 

Lengson: [A]o  menos tentar ser um vegetariano, que ainda faz a diferença. ... Informe-se sobre o tema e aprenda a dar a mínima para isso.


Leia mais: http://www.peta2.com/heroes/christianity-metal-bands-and-animal-rights/ # ixzz2xY7pal4V


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Please 'Like' all the time... If necessary, use words...

News

Instagram

Postagens populares

Pesquisar este blog