[SIN] KILLER: 2014

terça-feira, dezembro 02, 2014

Cannibal Corpse : Banidos na Russia




Devido à natureza violenta das letras da banda, a tradução das músicas do Cannibal Corpse tem sido  proibidas na  distribuição pela Rússia.

O Cannibal Corpse tem uma rica história de censura em todo o planeta.  Músicas da banda    já foram banidas  na Austrália e na Alemanha no passado. Proibições de ambos os países foram levantadas, mas a Rússia acaba de implementar a sua própria proibição.
No início deste ano, os grupos ortodoxos tinham como objetivo parar Cannibal Corpse de realizar um total de oito shows por toda a Rússia agendados a partir de 02 a 12 de outubro. Infelizmente, uma série de shows foram realmente cancelados e a polícia da russa ainda parou o Cannibal Corpse no meio de um set  em Nizhny Novgorod.

De acordo com RAPSI,  o assessor/Procurador de Bashkortostan, Guzel Masagutova, a decisão de barrar as letras de Cannibal Corpse veio  do Tribunal Distrital de Oktyabrsky de Ufa. A decisão foi tomada para poupar a saúde mental das crianças que  caso contrario, encontrariam  as "descrições de violência, o abuso físico e mental das pessoas e animais, assassinato e suicídio - todos acompanhados de ilustrações."
Cannibal Corpse ainda não comentou sobre a proibição russa.

Read More: Cannibal Corpse Lyrics Banned From Distribution in Russia | http://loudwire.com/cannibal-corpse-lyrics-banned-russia/?utm_source=sailthru&utm_medium=referral&utm_campaign=newsletter_4511503&trackback=tsmclip

segunda-feira, novembro 17, 2014

Demon Hunter - Frontman em projeto eletronico.




NYVES: É o novo projeto de música eletrônica do @ryanclarkdh (demonhunter) erandytorres (ex- @ theproject86). Visitem o link no perfi deles para ouvirem a  música "Fall Behind" e saiba mais sobre o projeto. Ajude, apoiando o making of do álbum de estréia do álbum #ANXIETY agora no kickstarter! #NYVES #fallbehind #demonhunter # Project86 #kickstarter




read more https://www.facebook.com/demonhunter/

sábado, novembro 15, 2014

U2 : Um case da Guinness para o Slash, pegou mal

Whoops! ! Às vezes, um presente bem-humorado erra o alvo, bem como esse do U2 que recentemente presenteou o Slash, dando suas boas vindas ao guitarrista a sua cidade natal, Dublin, Irlanda, onde Slash estava fazendo um show com seus companheiros de banda Myles Kennedy & The Conspirators.


Os irlandeses são privilegiados pelo  melhor sabor da Guinness no planeta, por isso o U2 enviou  uma caixa do  grogue para o Slash. O único problema: Slash é um alcoólatra em recuperação.

Obviamente, isso parece que foi um erro honesto que veio da melhor das intenções. Quem não gostaria de ter um case complementar da Guinness, cortesia dos caras do U2? Todavia, Slash simplesmente acabou sendo o sortudo errado.

Contudo, o  Slash fez um post agradecendo  o infeliz presente. via Twitter, dizendo que a Guinness é a bebida que ele realmente sente falta agora que ele está sóbrio:

----------------------------------------------------
O Slash contou para a  Classic Rock Magazine, em 2012, "[Eu] sei que se eu acho  que posso   casualmente tomar uma bebida ou eventualmente fazer o que quiser, eu deixaria a porta aberta. Eu sei como isso funciona, porque eu já fiz isso antes, então eu apenas abstenho  disso por completo. "

O último álbum do Slash, "World on Fire", já está disponível pra ouvir com prazer. Para pegar uma cópia do registro, clique aqui.


Enquanto isso, tem sido uma semana difícil para o U2. O vocalista da banda, Bono, estava em um jato particular que perdeu uma de suas portas em pleno vôo, além do Foo Fighters, o baterias Taylor Hawkins, comparou o novo álbum do U2 a um "peido".

fonte : Read More: U2 Send Case of Guinness to Recovering Alcoholic Slash | http://loudwire.com/u2-send-case-guinness-to-recovering-alcoholic-slash/?utm_source=sailthru&utm_medium=referral&utm_campaign=newsletter_4511503&trackback=tsmclip

sexta-feira, outubro 10, 2014

quarta-feira, setembro 03, 2014

#Cover - Grave Robber - "I Just Wanna Have Something To Do" By The Ramones.

Press release -
Este é o  # 7, do nosso longo ano da série de covers mensal chamado "The Cellar Sessions".

Coisas que você deve saber:

Esses são mixes que estamos fazendo por nós mesmos com orçamento de zero -Nós amamos nossos fãs e é por isso que nós estamos dando esse de graça. O conceito é o de gravar músicas que você nunca imaginaria  Grave Robber fazendo. -Nós Queremos  que vocês aproveitem essas músicas e não levem tudo muito a sério.

Outras informações, como os covers anteriores, estão todas no link abaixo.

Free Download via http://noisetrade.com/graverobberpunk/the-cellar-sessions-7-i-just-wanna


terça-feira, agosto 19, 2014

domingo, agosto 17, 2014

HM : Edição de agosto/2014, capa c/ Tommy Green do Sleeping Giant

Tommy Green do Sleeping Giant  reproduzido na capa do álbum   ‘Finished People’ , revela o coração da banda por misericórdia mais do que  julgamento.  Wovenwar,  Nick Hipa fica transparente com o chefe de redação Collin Simula sobre a direção da banda com Shane Blay nos vocais. Alex Koehler  do  Chelsea Grin  conversa com o editor David Stagg a cerca do grande e realista  'Ashes to Ashes', o mais recente álbum da banda.

Josiah Lyle do Mouth of the South, Boca de Josias Lyle do Sul documenta suas confissões públicas, como a fotografia salvou a vida de um homem, toneladas de resenhas de álbuns incluindo os destaques,  ‘Supreme Chaos’), Wovenwar (‘Wovenwar’) and I, The Breather (‘Life Reaper’).

Quer mesmo ficar por dentro de tudo?

 http://hmmagazine.com/blog/issue/august-2014/



quinta-feira, julho 31, 2014

Mortification - Steve Rowe revela que foi estuprado aos 15 anos...

 Post Momentary Affliction

Absolutamente não  escondo nada na apresentação de minha história através do escritor Vic, um presente dele.  Eu pensei que se vale a pena escrever, então valeu a pena apresentá-lo, verrugas e tudo. Eu tive uma vida muito extrema em muitas mais maneiras do que apenas tocar música extrema! O livro cobre uma variedade de tópicos que tenho enfrentado ao longo da vida,  negligenciado-, abuso físico, abuso emocional, fui estuprado aos 15 anos por um homem, derrubado, cortado, usado e abusado, sobrevivi ao câncer, o que realmente significa para uma pessoa VIVER com paraplegia, abuso espiritual, perda da dignidade, a perda de qualidade de vida e ser muito odiado por algumas pessoas da sub cultura underground.

http://www.roweproductions.com/

sábado, julho 26, 2014

No Doubt : Tony Kanal, Ele usa seu poder de estrela para ajudar os animais necessitados.

-------------------------------------------------------------------------

Tocar  baixo numa banda de rock é, provavelmente, o tipo de atividade que funciona como um apetite saudável, especialmente se essa banda de rock passa a ser o rolo compressor da cultura pop conhecido como No Doubt. Para o baixista Tony Kanal, só comida vegan serve de combustível quando ele precisa de muita adrenalina nos  shows e no ativismo animal fazendo dele um genuíno, rock and roll monstro verde, incansavelmente.


Ele tem sido ativo no Peta, durante anos, organizando um leilão online de coisas do  No Doubt para o  Animal Acres, autografando guitarras para beneficiar o Mercy For Animals ou dirigindo-se para uma campanha da  Crowdrise campaign for Farm Sanctuary. Ele ama a contribuir para um mundo melhor para os animais, sempre que ele pode.

When it Comes to Animals, Tony’s the Groupie.

 There's No Doubt That Tony Kanal Cares About Animals!
He doesn’t just donate things and go to fancy galas! He also loves going right to the source by visiting the sanctuaries he supports, lending a helping hand and giving the animals some love.

He’s a vegan who loves food.

 There's No Doubt That Tony Kanal Cares About Animals!
Tony said of his decision, “I’ve always just loved animals and you just start making the connectionbetween what you’re eating and what happens to these poor animals and once you start making those connections and realizing the truth behind what you’re eating, it just, there wasn’t any other option for me.”  Enjoying dishes like mock ground beef and pickle tacos, vegan sushi and the Indian flavors from his childhood, Tony’s only option was both the humane and Hella Good one.


When Animal Acres Made him Their “Activist of the Month” he Said he Didn’t Feel he’d Done Enough Barn Cleanings to Earn it!

There's No Doubt That Tony Kanal Cares About Animals!
Be it a bass or broom, Tony wields it like a true expert. He also gives excellent head rubs!

His Twitter feed is filled with activism.

There's No Doubt That Tony Kanal Cares About Animals!
He isn’t afraid to express his views, taking to Twitter when there’s a thought, feeling, issue or call to action that he wants to share. With over 37 thousand followers, he sheds light on the plight of animals to a massive amount of people every day.

If it’s an Animal Rights Issue, Tony Kanal Cares About it.

 There's No Doubt That Tony Kanal Cares About Animals!
Fonte - Ihttp://www.onegreenplanet.org/news/vegan-tony-kanal-loves-animals/

quinta-feira, julho 24, 2014

Aerosmith: Steven Tyler entra na briga pelo o fim do cruel confinamento de animais em fazendas.


As  condições em que os animais vivem nas fazendas industriais são sombrias, na melhor das hipóteses. Tratados apenas como mercadorias, bezerros machos são colocados em quarentena confinados em vitelos onde viverão por algumas semanas até que eles sejam enviados para o abate. Suínos reprodutores vivem da mesma forma, constrangidos em celas de gestação, a maioria dos suínos criados desta forma nunca conseguem até mesmo  verem as suas caudas, porque eles não podem se virarem.

Para qualquer amante dos animais esta é uma realidade difícil de enfrentar, por isso, os defensores dos animais mundo inteiro têm a intenção de ter esses vitelos  cruéis banidos da indústria. Mais recentemente, Steven Tyler do Aerosmith está se juntando a luta para acabar com o uso de carne de vitela e da gestação de vitelos, no estado de Massachusetts.

Em um comunicado  ao  Humane Society dos Estados Unidos, Tyler explica que sua banda, o Aerosmith foi formado em Massachusetts, o que deixa   essa questão bem perto de seu coração. 
Tyler atesta   que Massachusetts é ", conhecido por estar acima da média  em questões importantes progressistas", e ele está em total apoio da nova legislação ", S.2232, um projeto de lei fundamental que iria proibir o confinamento extremo dos animais utilizados para alimentos . "

Como Tyler afirma: "vitelos e celas de gestação causam sofrimentos inexplicáveis , e com o exito dos ambientes livres de celas, estão  comprovadamente desnecessário."

Alexis Fox, o diretor estadual de Massachusetts/ HSUS explica que o projeto de lei está "apoiado por uma ampla coalizão de agricultores, veterinários, especialistas em saúde pública, chefs, organizações de proteção ambiental, amantes dos animais e Steven Tyler."

Saiba mais, http://www.onegreenplanet.org/news/steven-tyler-joins-the-fight-to-end-cruel-confinement-of-farm-animals/





Tourniquet : Ted Kirkpatrick apresenta a art do novo release/projeto, Onward To Freedom

Eu passei para o artista gráfico, Rex Zachary meu conceito para a capa. Ele transformou em algo muito legal ... - Ted



Siga o ele em https://www.facebook.com/ted.kirkpatrick.98

quarta-feira, julho 23, 2014

Panic! At The Disco, deixou a Igreja Batista de Westboro no chinelo.



Panic! At The Disco transforma  o  protesto da Igreja Batista de Westboro em campanha do Amor.
Quando  o Panic! At The Disco ouviu que os manifestantes  da Westboro Baptist Church estava pensando em panfletar no seu concerto em Kansas City, Missouri, no fim de semana, os emo-glam-rockers decidiu ativar a exibição de ódio dos manifestantes em uma campanha de arrecadação de fundos pelo o amor.

No domingo, a banda disse aos seus 660 mil seguidores no Twitter, que, para cada manifestante da WBC que apareceu, O Panic! doaria US $ 20 para a Human Rights Campaign, um grupo de defesa LGBT.

No final, 13 manifestantes da Westboro Baptist Church foram panfletar no  domingo no show do Panic!, levando cartazes com frases como "Deus odeia quem apoia os direitos gays. " e "Deus odeia putas." O grupo quase religioso, na semana passada lançou uma paródia homofóbica de uma das canções  de sucesso da banda, e  postaram no Twitter esses cartazes,  incorporando uma miríade de anjos.

Link permanente da imagem incorporada

Fonte - http://www.huffingtonpost.com/2014/07/21/panic-at-the-disco-westboro-baptist-church_n_5606670.html?ncid=fcbklnkushpmg00000051

https://twitter.com/WBCSays/status/491027167845695488/photo/1

sexta-feira, julho 18, 2014

Metal Injection : Chris Holmes é uma H.A.T.E machine.

Ex W.A.S.P. O guitarrista Chris Holmes mudou para a França porque ele acha que a Cultura black  estragou o heavy metal.





Más notícias, pessoal! Chris Holmes, ex-guitarrista do W.A.S.P. que ficou  mais conhecido por estar só o caco no Penelope Spheeris's metal documentary The Decline of Western Civilization II: The Metal Years, decidiu desistir de América e se mudar para a França. Ele chegou a ser forçado a vender comicamente  seu Firebird funcionando precariamente. É triste, eu sei. O que o levou da terra de majestosas montanhas roxas e  amber waves of grain para os braços da Franca, você pergunta? Acontece que Holmes está abandonando os Estados Unidos, porque, em sua opinião, as pessoas negras têm arruinado heavy metal.

Na sexta-feira passada, o  Blabbermouth.net postou uma entrevista com Holmes feita pelo o site Riff-Mag.com sobre sua recente mudança para Cannes, na França, ele tinha isso pra dizer.

Bem, a menos que você seja  o oposto de mim - um artista de hip-hop ou um rapper -. Você não vai vender mais na América. Não há revistas de rock mais. A cultura black pegou realmente ... A cultura black assumiu o hip hop do branco ... a cultura branca e todas as crianças agem assim, eles usam suas calças para baixo, eu  acho que é assim ... Eu não estou 100 por cento certo, mas eu quando eles vão para a escola e eles escutam hard rock, isso é chamado de "música pra calcinhas.  [Eles dizem] 'Você precisa ouvir o gangster rap. É o que eu penso.

Vamos ignorar o racismo vago do  comentário por um momento e se concentrar no raciocínio ridículo de Holmes. Não é nenhum segredo que as pessoas brancas gostam  de rap, eu garanto isso. Mas afirmar   que há uma perda da popularidade do heavy metal é estúpido. Heavy metal como um gênero não foi verdadeiramente popular desde os anos 80, e até então era apenas as bandas de hair metal mais acessíveis que encontrou enorme sucesso nos Estados Unidos. Eu também questiono o seu conhecimento da cultura jovem no século 21, considerando que ele na verdade não tem filhos e  (creio eu) não andou nos pátios da escolas em seu tempo livre. Já faz um tempo que eu ia para o colégio, também, mas tenho quase certeza de que os garotos  negros não estão encorajando os garotos brancos a  ouvir rap gangsta - um estilo de rap que atingiu seu auge de popularidade com a cultura branca quase 20 anos atrás.

Além de raciocínio duvidoso de Holmes sobre o por que ninguém querer ouvir a terrível música que ele está fazendo hoje em dia, o racismo inerente ao seu processo de pensamento é a pior parte de sua raiva desmedia. Porém, se você cavar algumas das entrevistas anteriores de Holmes,  você vai ver que ele está usando de intolerância a racionalizar seus fracassos profissionais por anos. De volta a 2011, um site russo chamado Heabanger.ru publicou esta entrevista com Holmes aonde ele expressa os mesmos sentimentos ainda  mais repulsivos e termos idiotas:

Na sua opinião, você acha que pode alcançar grande sucesso com sua nova banda como o que você teve nos anos 80 com WASP?

Não. A música mudou. Eu não sei por aqui, mas nos Estados Unidos é tudo black rap, todas as crianças brancas estão ouvindo coisa black. Gangsta rap -  crianças brancas estão nessa também.

Sim, eu sei, mas eu não gosto dessa música.

Sim, isso é um saco! Isso é  tão chamado de música de  preto. Eu vou dizer essa palavra, eu não me importo se pretos estão na sala ou não para saber minha opinião, essa é a forma como ela é. O Rap está só começando a atingir a Europa, e isso meio que me deixa mal, porque eu não gosto quando as crianças agem como os pretos. A palavra "preto" pega mal  dizer aqui? Quando você fala isso  nos Estados Unidos, todo mundo está puto.


Talvez eu esteja  baixando o nível  por trazer  opiniões repugnantes desse bufão derrotado a público, mas se ele vai dizer coisas ofensivas, idiotas em entrevistas, em seguida, ele merece ser exposto por isso. Como tantos outros imbecis racistas, Holmes é responsável por sua própria queda. Mas é mais fácil para ele culpar algum bicho-papão imaginário - neste caso, a cultura negra - do que admitir que agir como um palerma  bêbado durante anos é o que arruinou sua carreira. Então adeus Chris, seu tagarela  cretino. Desfrute da França. Eu, um dos do que espera  que você nunca pise nos Estados Unidos novamente.

terça-feira, julho 15, 2014

Peta : World Exclusive : Morrissey sempre presente nos direitos dos animais.



Morrissey tem uma longa história de falar  pelos animais, e seu novo álbum não é excepção. Em uma entrevista exclusiva com a PETA marcando o lançamento de World Peace Is None of Your Business (e única entrevista que ele deu  para promover o álbum), o ícone do rock vegan sempre esquivo discute seu atual  hino dos direitos dos animais e mostra seu orgulho pelo a PETA . "2014 marca o meu 30 º ano estar ao lado de meus amigos e aliados do PETA", diz ele, "e é um parentesco que eu estimo  porque o  PETA tem nos dado todo o apoio suficiente, a fim de falar e mostrar a nossa objeção  para os que odeiam animais que estão tão certos de que comandam  o jogo."


Como um tratamento especial para os adeptos da PETA, o lendário cantor liberou o álbum inteiro para ser transmitido em nosso site!

Então, qual é a faixa  must-hear? "“The Bullfighter Dies,” Cáustico, música pop otimista em que o touro ganha uma rodada no espetáculo sangrento.
‘The Bullfighter Dies’ é uma mensagem de saída para a abolição total do horror vivo das touradas ", Morrissey diz", e uma vez que aqueles que controlam tal barbaridade não tem nenhum interesse no bem-estar do touro, então só podemos abordar o assunto, enfatizando como a esmagadora maioria não tem qualquer simpatia quando a tourada não vai a forma do toureiro.


A nova música é um complemento do  Morrissey, de 1985,  o grito de guerra vegetariano com o  The Smiths, "Meat Is Murder". "A violência é construída muito solidamente em nossa sociedade,  em nenhuma parte  é mais predominante do que o desespero da agricultura industrial e os monumentos do matadouro, assim como  para o egoísmo humano, e ambos e ambos suspeitosamente barrado ao exame público. Diz  ele. Durante décadas, a PETA tem fornecido com o  Morrissey imagens dos  matadouros para  mostrar na tela quando ele executa "Meat Is Murder" em seus concertos esgotados em todo o mundo, deixando inúmeros vegetarianos em seu rastro. Ele ainda faz locais como o  STAPLES Center de Los Angeles,   fecharem  seu McDonalds e KFC  quando ele aparece, e  ele sempre tem uma stand do  PETA para dar literatura. Nenhuma outra estrela pop usou tanto sua  música e personalidade completamente mantando se bem presente nos  direitos dos animais "Ainda que  muitas pessoas estejam certas de que  os seres humanos podem fazer o que quiserem com os outros seres vivos, muitas pessoas não se sentem assim, e aqui estamos nós!", Disse Morrissey. World Peace Is None of Your Business pode ser baixado aqui. 

http://www.worldpeaceisnoneofyourbusiness.com/




Read more: http://www.peta.org/blog/morrissey-new-album-release/#ixzz37aD2LzCN
"

quinta-feira, julho 10, 2014

Rage of Angels - De volta, será?


A volta do Rage of Angels?

Aparentemente, 2014 pode ser o retorno do RAGE OF ANGELS, banda, que depois de ter lançado seu álbum autointitulado em 1989, foi dissolvida. A reunião pode acontecer 25 anos depois e com um novo álbum.

O vocalista Dan Marino, o mesmo que gravou o álbum de 89 está confirmado e provavelmente Rex Carroll (Whitecross / King James) será um dos guitarristas. Jonathan Tuma, ex-vocalista da banda de Hard Rock Eternal Destiny também estará na formação, mas ainda não foi divulgada qual a função dele na banda. O certo é que os dois ex-guitarristas, Kurtzman Greg e Frank DiCostanzo não farão parte desse retorno. O antigo baterista John Fowler, faleceu em 2008, aos 42 anos, vítima de aneurisma cerebral.



Fonte - https://www.facebook.com/metalmission?fref=ts

JACOBS DREAM - Quem é o novo vocalista ?


Press Release - Jacobs Dream  anunciou a adição do vocalista Kevin Wright ao seu quadro. Ele substitui o  frontman   Chaz Bond, que deixou o grupo  no final de 2013 depois de ter passado os últimos 10 anos com a banda.

Comentou o grupo: "Good News. A busca  pelo o vocalista está completa. Kevin Wright foi selecionado a partir de um amplo campo de candidatos dignos. Enquanto nós continuamos a trabalhar no nosso novo material com ele, também estamos trabalhando em um sólido conjunto de canções mais antigas, de modo a não deixar que a temporada de shows de verão de fora. Fique ligado para mais informações e imagens de Kevin. Talvez ele nos deixe postar alguns clips cru de estúdio dos ensaios ou um som  do novo CD (Where Vultures Gather). Boas vindas ao Kevin a família JD ".

Press completo no link abaixo
http://www.angelicwarlord.com/articles/kevinwrightjacobsdream.html


ACOBS DREAM online: http://jacobsdreamusa.wix.com/jacobs-dream & www.facebook.com/OfficialJacobsDream

quarta-feira, julho 09, 2014

Burzum: Varg é condenado por xenofobia e racismo

Fonte: Blabbermouth

Uma corte francesa condenou Varg Vikernes a passar seis meses na prisão, além de pagar uma multa de oito mil euros, por supostos crimes de racismo e xenofobia cometidos através de postagens feitas na internet.

Vikernes, 41 anos, vive na França há quatro anos, e em julho do ano passado foi detido junto com a esposa por ser suspeito de planejar ataques terroristas e incitar pessoas ao ódio. Na ocasião, trechos de textos publicados em blogs entre março e junho de 2013 que atacam Muçulmanos e Judeus.

Em sua defesa, Varg afirmou que não tinha feito nenhum comentário racista e que possivelmente houve um mal entendido em virtude de ter usado um intérprete para traduzir o que dizia, e ainda comentou que existiam pelo menos 350 pessoas se passando por ele no facebook.


via: Burzum: Varg é condenado por xenofobia e racismo na França http://whiplash.net/materias/news_813/206479-burzum.html#ixzz36zD4vacr

segunda-feira, julho 07, 2014

As I Lay Dying : Tim Lambesis quebra o seu silêncio part 6

Então seus whitesucks, como prometido, aqui está a 5 parte da mega entrevista com o Tim.
A 6 parte já foi traduzida  --- Faltam 4, pode ser que eu post aqui o resto ou não... E se você é um chupador de txt, ou de qualquer outra coisa dos outros, eu vou lembrar bem de você, sabe quando? Quando estiver cagando. Essa cena e música já tinha se quebrado bem antes do Tim. Não existe música cristã e nem cena, olhe bem pra você agora, e ache alguma coisa que possa chamar de cristão no seu sentido real. Fake só.




Você não pode controlar o que eles escolhem fazer. Eles meio que anseiam ter algum tipo de relacionamento com você, apesar de tudo
As pessoas têm todos os tipos de laços familiares complicados.

Meu advogado no lado civil, disse que as partes mais significativas de sua relação com seu filho foram todas depois que seu filho completou 18 anos. Ele está em seus 50 anos. Isso me faz pensar: "Ok, em algum momento eles vão querer vir falar comigo e ver o que está acontecendo. Eles podem ter um monte de perguntas, e elas podem não ser nada fácil, mas há esperança. "

Meggan apresentou uma ação civil de 2.000 mil dólares contra você. Como está indo essa parte?

Desgraça pouca é bobagem. Eu fui notificado. Eu fui notificado com a ordem judicial no dia seguinte que eu relatei a fiança. Então eu acho que eles estão lutando para ter certeza que eu nunca vou ver meus filhos até que eles estejam com 18. E então houve a ação civil $ 2 milhões. Considerando o custo dos advogados, a minha dívida com os meus pais por causa da fiança ... Quando eu entendi sobre o processo civil, eu meio que ri. "Eu nem sequer tenho US $ 20.000. Você está me processando por US $ 2 milhões de dólares? "

As pessoas estão dizendo que você fez isso porque sua esposa queria o seu dinheiro.

Eu coloquei meu dinheiro na conta de um advogado de confiança. Um juiz basicamente vai decidir quem fica com o quê. Eu já tinha desistido do controle do dinheiro e de minhas economias de toda a vida.

O Tim que eu conhecia antes de tudo isso estava sempre tentando planejar com antecedência e examinando cada decisão de negócios. Parte do choque de toda esta situação, para mim, foi: "Como poderia ele ser tão estúpido? O que ele acha que aconteceria? Será que ele acha mesmo que ia se safar de alguma maneira? Supostamente era para parecer um acidente? Havia um plano? "

Naquele encontro, em que o cara queria esses 1,000 dólares ... eu estava curioso para ver o que ele ia me trazer depois que ele fizesse sua pesquisa, pois eu não tinha pensado tão longe

Você não tinha idéia dos métodos que ele poderia ou não ter usado?
Tudo isso estava pra ser decidido. O meu advogado me disse que eu poderia discutir isso como armadilha. Ele também me disse que eu poderia caçar unicórnios e acreditar no coelhinho da Páscoa e na a Fada dos Dentes. Se fizéssemos o argumento de armadilha, mas não ganhasse, eu com certeza obteria a pena máxima. Não só isso, mas parece que estamos atacando a aplicação da lei, que terá sempre a simpatia do juiz. Isso também levaria o juiz através desta grande e longa desculpa a achar que eu não tenho nenhum remorso. Então, quando chegar a hora da sentença, o juiz diria: "Bem, com base em sua completa falta de remorso, eu vou te dar a pena máxima." Eu percebi o quão vazia a defesa de que foi uma armadilha era. Na primeira oportunidade que tive de confessar-se culpado; que foi 10 meses mais tarde, quando o juiz procedeu, sem qualquer evidencias de minhas opções. Então, eu me declarei culpado. Não era um acordo judicial, porque não havia nenhuma certeza sobre qual seria a minha sentença se eu me declarasse culpado. Era mais como, "Com certeza você não não vai pegar a máxima se você apelar." Mas era isso.

A máxima é de nove anos. Você espera pegar, tipo oito anos e 11 meses?

Bem, isso acontece em blocos. Tenho certeza de que a condenação será extremamente mal reportada.

Havia uma história on-line [primeiro de abril] que você já estava cumprindo pena de nove anos. E você tinha escapado da prisão, estilo Shawshank Redemption
Eu sei. Um dos meus amigos entrou em contato comigo, porque ele pensou que era real. O juiz tem três opções para escolher: três anos, seis anos ou nove. A forma como os Créditos de Serviço por trabalho em programa de serviço comunitário ou dentro de prisão na Califórnia, você cumpri 50 por cento do tempo. Portanto, é na verdade um ano e meio, três anos ou quatro anos e meio.

Será que o tempo que você ficou, além da prisão domiciliar, vão contar nisso?

Normalmente contaria. Mas nós não queremos trazer isso à tona durante a condenação. O juiz pode levar isso em conta, como: "Eu realmente quero que esse cara cumpra três anos, então, eu vou dar-lhe quatro, porque eu tenho que acrescentar um da prisão domiciliar."

Fiquei chocado ao saber que nove anos foi o máximo; parece muito baixo.
Bem, aqui está o que é interessante. Meu advogado salientou que, se se não fosse pelo o argumento de armadilha, aprisionamento, estariam me acusando de conspiração para cometer assassinato. Eu enfrentaria uns 20 anos. Eles me acusaram de solicitação para cometer assassinato, uma acusação menor.

Qual é a diferença?


Brett não era um cara que estava pensando seriamente em me ajudar a cometer um assassinato. Se ele tivesse, eu estaria sendo acusado de conspiração. Então, nós sabemos que de fato Brett estava trabalhando com a coação da lei de alguma forma. É por isso que eu estou sendo acusado de solicitação. A prova de que neste caso foi armadilha está realmente ali na própria acusação.


Então, se isso fosse alguém que estivesse planejado judar a fazer isso acontecer e não apenas fingindo, seria conspiração. Vocês estavam conspirando juntos. Mas desde que você era a única pessoa envolvida que pensou que nada disso era real, isso é solicitação.
Exatamente. Essa é a diferença. Meus advogados estão dizendo, para a sua própria paz de espírito, se isso te faz se sentir melhor saber que foi uma armadilha , as acusações prova isso.

Uma semana depois de sua prisão, o seu primeiro advogado, Anthony Salerno, ressaltou que o irmão de Meggan é um vice-xerife de San Diego. Os xerifes de San Diego foram os que prendeu você.

Sim. Seu irmão é um xerife.

Ele disse: "Eu não quero fazer acusações desta vez a menos que eu tenha um pouco mais de informação, [mas] eu acho que eu seria negligente se eu realmente não explorasse totalmente isso. É no mínimo muito coincidência, e que pode ser mais do que isso. "
[Silêncio].

Isso parece ser uma coincidência consideravelmente grande.
Eu não vou descer nessa linha de pensamento. Eu não posso. Eu não quero que seja verdade. Eu enfrentei mágoa suficiente. É mais fácil para mim lidar com tudo o que se se eu não pensar sobre isso.

As entrevistas de Salerno teve bastante impacto na imprensa.
Ele realmente queria seguir pelo o ângulo de armadilha . Tivemos que contratar alguém, porque aprendemos como seria caçar o coelhinho da Páscoa.

Seu novo advogado, Tom Warwick, começou a falar sobre esteróides.
Você me perguntou antes sobre desintoxicação de esteróides na cadeia. A depressão que eu estava sentindo com a situação, além dos hormônios, além do isolamento ... Eu não estou tentando fazer deste um grande momento "pobre de mim". Mas imagine um desespero como você nunca sentiu, agravado por estes desequilíbrios químicos. É por isso que eu me sinto como se eu estivesse falando de uma pessoa diferente - a pessoa que era suicida, insano. Mudar os hormônios de alguém dramaticamente, ele não se torna realmente uma pessoa diferente, mas certamente vai se assemelhar a uma pessoa diferente.

Após a sua libertação, um vizinho de seus pais nomes Charlene Walker disse uma equipe de reportagem local que Meggan e seu pai tinha saído pra fora aos altos berros.
Isso simplesmente nunca aconteceu, de forma alguma.

Meggan não estava lá gritando: "Não é sobre o dinheiro"?

Não. Foi um momento muito emocionante para os meus pais. Talvez ela ouvi minha mãe gritar com meu pai sobre, deveríamos contratar um advogado. "Não é sobre o dinheiro!" Eu não sei. Eu não estava lá para essa conversa. Mas Meggan não teve nenhuma interação com os meus pais, em absoluto. Então, sério, isso é uma mentira.

Você está familiarizado com o blog - Public Shaming? humilhação pública? Eles fizeram uma do Tim Lambesis . Está cheio de Caps de seus fãs dizendo coisas como: "Graças a essa cadela estúpida, minha banda favorita ficou fodida para sempre", e "A mulher dele provavelmente merecia." Quando você fez aquele Tumblr, o blog de ​​vocês, por que a primeira coisa que ouvimos de você não foi algo como: "por favor, deixe Meggan em paz." Ela se considerava escondida.

Eu fiz o Tumblr, porque eu estava ficando louco em isolamento por todas essas semanas. Então eu cheguei em casa e estava sozinho a maior parte do tempo. Eu não vi ninguém durante a maior parte do dia. As pessoas tinham ido trabalhar. Eu ia ver minha família à noite. Era sobre isso.




Alguém do As I Lay Dying veio ver você?

Não. Bem, Jordan [Mancino, baterista] veio uma vez. Conversamos um pouco. Foi muito emocional e não chegamos a lugar nenhum. Ele estava aqui para talvez 30 minutos. Nós apenas conversamos superfícialmente. Eu pensei que ele iria voltar, mas ele nunca voltou. Talvez ele pensou que eu estava louco.

Eu estava sentado sem fazer nada, mas pensei. Eu queria alguém para conversar. Eu não posso falar sobre o meu caso em tribunal. Eu não posso falar sobre isso ou aquilo. Então eu vou começar um clube do livro, mais ou menos. "Aqui está o que eu tenho lido. O que você acha? "

Não soa como se você estivesse pensando racionalmente novamente ainda?

Honestamente, sim, eu estava um pouco fora do equilíbrio e meio doido. Eu também estava selecionando alguns temas realmente importantes e poderosos, mas eu não estava realmente pronto para ter uma conversa com eles. Então, eu estava incoerente, sem objetivo. Eu só queria um pouco de interação humana. Eu estava pesquisando uma série de perguntas que me haviam levado para longe da fé. Eu queria que outras pessoas contraísse as coisas que eu tinha estado lendo.

Natalie Zina Walschots escreveu um editorial para o The Toronto Standard chamado, "é mais seguro no escuro:. O que Tratamento de Meggan Lambesis nos diz sobre a violência, culpabilização da vítima, e silencio. 'Ela escreveu eloqüentemente sobre o conceito de" The Evil Ex. '

Para responder à sua pergunta sobre por que eu não contei para as pessoas a situação --- , até onde eu sabia, ela não estava escondida ou com medo por sua vida. Um amigo em comum nosso estava andando pela praia no fim de semana do Memorial Day. Ele viu Meggan na praia, bem na frente de sua casa, em um dos dias mais movimentados da praia do ano. Ela claramente não estava na escondida.

Walschots escreveu que a " The Evil Ex" aparece logo com os zumbis e nazistas como um saco de pancadas da cultura pop. Ela observou que, às vezes, é uma exploração sincera de mágoa, raiva e tristeza; alguns são mesmo clássicos, como o de Converge Jane Doe. Mas a Evil Ex perdeu seu nome. Ela está difamada. Ela disse ser "louca" e tudo isso.

Por mais que eu esteja com o coração partido e para sempre marcado pelo comportamento alienante, eu acho que no fundo, se você remover a dor da situação, Meggan é uma boa pessoa e ela só quer ser uma mãe incrível. Eu não penso nela como uma pessoa má. O que ela disse foi doloroso em um nível que eu nunca vou ser capaz de descrever. Mas eu tenho que acreditar que ela se arrependeu de dizer essas coisas.

       

Então, você falou com a Jordan. Você não escutou  de ninguém do AILD?

Jordan retornou o meu telefonema. Os outros [banda] caras não retornou minhas ligações quando liguei assim que cheguei em casa. Eu finalmente faleu com o Nick [Hipa, guitarrista], muito brevemente. Quero dizer, realmente brevemente. Em ambos os casos, nunca chegamos aos detalhes. Eu pensei que eles estavam combinando a comunicação, como se tivéssemos, eventualmente, aptos falar sobre todas essas coisas. Mas, então, era quase como se houvesse algum tipo de pensamento de grupo acontecendo. Era como se todos eles decidiram, em conjunto, para não falar comigo. Eles cortaram toda a comunicação. Enviei um pedido de desculpas muito longo, muito formal a todos eles, tentando fazer as pazes, reconhecendo quão fortemente minhas ações impactou suas vidas. Não obtive resposta, então eu mandei um outro.

Na segundo, eu fui como, "Olha, eu sei que eu não mereço perdão. Mas eu só quero iniciar esse processo ... "De fato, eu tive breves respostas de Nick e Jordan, reconhecendo que haviam recebido. Jordan disse que todo mundo só precisava de mais tempo e que eu estava meio que confundindo eles, tipo, "deixe-nos em paz." Então, eu simplesmente parei de incomodá-los. O último e-mail que enviei foi apenas como, "Gente, eu não estou à procura de uma oportunidade de negócio, ou ok para que possamos fazer mais registros juntos. Eu simplesmente considero vocês amigos durante muito ... "Eu só queria chegar em um nível de amizade. Que eu realmente precisava durante este tempo difícil, foram meus amigos. Pensei que só precisava de mais tempo. Esses e-mails foram espalhados. A última foi quase com nove meses após eu ser preso.

Olhando para trás, eu fiz um trabalho pobre de respeitar os seus desejos, deixando que eles falassem quando estivessem prontos. Eu ficava tentando chegar. Eu fiz coisas piores. Eu assumo a responsabilidade por isso. Sei que seis meses é um período curto de tempo para algumas pessoas, mas para um cara sentado em casa sozinho na prisão domiciliar ... [Risos.] Eu estava vivendo em minha própria bolha.

As pessoas escolhem os seus amigos. Eles estavam em uma banda comigo, porque eu era um vale-refeição. Foi uma oportunidade para eles para fazer uma boa renda. Fomos parceiros de negócios. Eles deixaram claro que não havia preocupação por mim a nível pessoal. E que isso na verdade está ok; A pessoa que eu era não era alguém que vale a pena se preocupar com, para ser honesto. A pessoa que eu era, nos últimos seis meses ou mais antes da minha prisão, eu não seria amigo dessa pessoa. Não tome isso pessoalmente. Mas isso não a torna menos triste. É triste pensar em todo esse tempo colocar em essas relações e, agora, não há nenhuma preocupação pessoal, sem amizade.

Você acha que isso mudaria as coisas para eles, talvez, se eles falassem com você?

Sinceramente, acho que me sentiria um pouco diferente, se não inteiramente, se teve tempo para conhecer a pessoa que eu sou. Mas em um nível prático, eu tenho que seguir em frente. Se eles não estão dispostos a falar comigo, não deveríamos estar pensando em tocar em uma banda juntos. Eles estão fazendo suas próprias coisas já. Em algum momento, depois de tudo isso, nós vamos ter que reavaliar o As Lay Dying. Seja ou não o As I Lay Dying vai continuar sendo uma discussão pra se ter no futuro.

Há um grande número de pessoas envolvidas no negócio de uma banda.

Eu só vou dizer isto: eles deixaram bem claro que éramos parceiros de negócios e nada mais. É de partir o coração em um nível pessoal, mas não há nada de errado com isso. Eu tenho que respeitá-lo. São as escolhas deles. Mas, quando há decisões de negócios a serem feitos, eu não posso sentar esperando por respostas de pessoas que não falam comigo. Eu definitivamente não vou esperar por um consenso de cinco pessoas, se é apenas negócio. A posse do negócios do As I Lay Dying é na verdade de apenas duas pessoas. É Jordan e eu. Nós costumávamos fazer as coisas mais democrática, mesmo que Jordan e eu tivesse o poder de veto. Mas por algum mínimo de negócio deixado , é Jordan e eu.

Eu nunca mais vou pular de volta em uma van ou um ônibus [com todos eles]. Eu quero estar cercado por pessoas que estão a tentar fazer melhor uns aos outros em um nível pessoal e não estão apenas tentando fazer boa música.

Teve uma breve diálogo público entre você e Phil na página do AILD Facebook. As pessoas estavam esperando ansiosamente ouvir de você sobre toda esta situação. E, em seguida, a primeira coisa que você veio a dizer é: "Ei, compre essa doce guitarra do AILD de mim!"

Tenho enormes dívidas com os meus pais. Comecei a vender todo o meu equipamento. Eu vendi toneladas de guitarras, amplificadores, todos os tipos de coisas. Eu estava jantando com meu pai e ele disse: "Por que você acabou de deixar um pedaço da história ser vendido sem que o comprador tenha uma de saiu?" Isso está vindo de um cara que eu devo mais de US $ 150.000. Talvez, para a pessoa que comprou a guitarra, isso seria mais apreciável pra ele, se a informação por ai fosse sobre como ele foi usada.

Isso é parecido com a declaração mais recente publicado no site do AILD. Lia-se como se fosse de "a banda." Mas o resto dos caras rapidamente desmentiu isso.

Os caras que não são proprietários da banda sabia cerca de uma semana antes [do post] eles não fazem mais parte de As I Lay Dying. Não foi nada pessoal. Mas porque não há novos negócios para o AILD, isso não afeta suas contas bancárias. Não há dinheiro mais ou menos para eles. A banda não estava se comunicando, por isso foi descascado sua estrutura da forma mais básica. Os outros três rapazes não deveria ter se ofendido por isso. Isso não vai prejudicar financeiramente.

Pareceu que eles ficaram putos por você ter tirado o vento de suas velas com a inauguração do Wovenwar. Eles também disseram que não tinham conhecimento prévio da declaração.

É verdade que não tinha conhecimento prévio da declaração postada. Mas eles sabiam que a informação que estava no comunicado. [Nick, Josh e o guitarrista Phil Sgrosso] definitivamente sabiam, que eles não estavam mais na banda. Não foi chocante para eles que não tinha sido uma banda cristã em um longo tempo. A maneira como eles estavam tentando ser misterioso sobre o que sua nova banda é foi que criou dificuldades para mim. Foi importante esclarecer os rumores da forma mais clara possível, para as pessoas do meu lado, do ponto de vista legal.

Suponho que seja mais importante do que o marketing lançado.
Sim. "Os outros quatro caras têm um novo vocalista misterioso." Isso não esclarece nada. Poderia ser interpretado como se eles ainda estivesse indo chamar de As I Lay Dying. Eu tinha que esclarecer que não era As I Lay Dying. É uma coisa completamente diferente, com um novo vocalista.

Um monte de pessoas on-line pensou que Josh iria assumir como vocalista.


Sim, havia um monte de coisas assim. O primeiro clipe publicado on-line teve Josh cantando! Na verdade, foi um B-side do As I Lay Dying. Isso foi enganoso. Ele definitivamente deixou a impressão de que eles estavam se movendo como As I Lay Dying, porque eles não estavam dizendo o contrário.

Foi meio impróprio suas primeiras ações públicas por estar começando um Tumblr ou vender uma guitarra velha. Seu mistério no marketing viral me deixou incomodado, também. Isso certamente não é culpa deles, eles foram colocados nessa situação. É sua. Mas parecia estranho ver o marketing "cool".

Foi estranho pelo o seu primeiro post ser um As I Lay Dying B-side. Foi uma canção que todos tinham rejeitado por algum ponto. Agora eles estão comercializando isso, como um novo registro ? Dado tudo o que aconteceu comigo, criou-se mais perguntas sobre o AILD, numa situação em que os rumores já estavam voando. Abordar as questões de uma maneira matérial-de-fato parecia mais inteligente.

O Metal Sucks ganhou o dia com a idéia de que você postou sobre si mesmo na terceira pessoa. Eles fizeram toda uma sátira "Querido Diário" inteiro sobre você, o que foi muito engraçado.



Sou o dono do site, mas isso não significa que eu escrevi o post. Nosso antigo representante administrador, Jordan, mas eles não representam o meu lado de As I Lay Dying. É totalmente normal que eu tivesse feito um post representativo de algo para mim, assim como qualquer banda faria. Sim, eu providenciei as informações . Sim, era a informação que só eu poderia ter dado a alguém. Mas eu quero dizer, quando a administração da Jordan faz uma declaração em seu nome ... Isso é que é complicado. Quero dizer, Dio possuía o nome da banda Dio. Eu imagino que ele tinha pessoas postando coisas nos sites Dio para ele. Isso é realmente é tão absurda? Eu poderia ter respondido a sua declaração de responder a minha declaração, mas teria feito pior, não melhor. Sim, neste momento, eu tenho uma par de pessoas ajudando-me representar a minha carreira. Eu não sei quem é que vai ser o meu gerente. Mas eu tenho pessoas que são temporárias.
>>>
Entrevista completa no link abaixo.

quinta-feira, julho 03, 2014

ForToday - Mattie Montgomery, concoda com o Tim.


Tim Lambesis comentou recentemente que poucas pessoas que tocam em "bandas cristãs" em nossa cena são realmente cristãs. Essa afirmação é absolutamente verdadeira. A maioria dos membros de suas bandas de metal / Hardcore cristãs favoritos são tão beberrões , perversos, viciados, ganancioso, egoístas  como qualquer artista secular / ateus por ai (muitas vezes até mais, na verdade). Embora muitos deles afirmam crer em Deus, suas vidas revelam  que eles estão muito mais interessado em seu próprio conforto e fama do que na Sua glória. Muitos de vocês me pediram para comentar sobre este assunto, por isso aqui vai:


Eu (e os quatro homens incríveis de Deus,  estou honrado em tocar música na companhia deles) decidido anos atrás, que em vez de envergonhar o Reino e semear  divisão e confusão em toda a nossa cena usando nossa plataforma para expor muitos cristãos FAKE, teríamos que simplesmente procurar manter o padrão do que significa ser cristão real nesta cultura. Não temos tudo planejado, mas estamos buscando  Deus diariamente, e agarrando-se desesperadamente na Cruz de Cristo. 
O mundo não precisa de mais pessoas que apontam o dedo para o outro, ele precisa daqueles que são corajosos o suficiente para defender o que eles sabem que é certo, mesmo quando ninguém mais o fará - e aqueles que valorizam a integridade ao longo da fama. Nós chegamos lá. Ainda estamos em uma jornada com Deus; mas o nosso objetivo é ser um exemplo daquilo que verdadeiros cristão se parecem   em uma cena que foi enganada por inúmeras falsificações. 
Deus abençoe vocês! Saiba que, se você está lendo isso, você está recebendo orações.
- Mattie Montgomery

Via - http://www.indievisionmusic.com/2014/07/03/mattie-montgomery-on-tim-lambesis-christian-bands/

segunda-feira, junho 30, 2014

[HM - Entrevista ] Being as an Ocean - Respirando sob o mar.

Uma conversa apaixonante com o vocalista Joel Quartuccio, do Being as an Ocean.
By Rob Houston
http://hmmagazine.com/blog/feature/ocean/


O frontman Joel Quartuccio do Being as an Ocean é um cara humilde, que por um acaso estar em uma banda com alguns crentes, embora nenhum deles jamais pretendeu comercializar para a comunidade cristã.

Ele ama os fãs que interpretam e os que pegam as sugestões de suas letras. Mas no final do dia, ele só quer o amor verdadeiro e a união transpareça. Em apenas três anos, a banda tem visto os efeitos positivos e negativos que o mercado cristão pode fazer num jovem garoto, e a consequência mais positiva ele quer deixar - algo que ele viu uma série de vocalistas antes dele ignorar – de ser uma luz no dark world.




Vocês saíram com um cd no início do mês, e que está indo surpreendentemente bem, melhor do que o seu primeiro registro no selo. Vocês têm sido uma banda por cerca de três anos, mas você já está em uma gravadora com dois registros de carta na manga. Como isso tudo aconteceu?

Foi preciso um pouco de paciência (risos). Estivemos tocando música como um grupo por cerca de uma década. Fiz 23 há dois dias, então nós tocamos juntos desde que eu tinha 13 anos de idade. Estivemos em várias bandas juntos. " Being as an Ocean ", foi-nos finalmente chegando ao capítulo adulto de nossas vidas, dizendo: "Que tipo de música que queremos estar tocando nos próximos anos?" Formamos tranquilamente entre nós, praticamente isso, escrevendo, em seguida, gravá-la no verão de 2011, apenas para manter Dear God até novembro de 2012. foi um grande, grande jogo de espera, e saber que tínhamos o núcleo para suportar tudo isso, com paciência de ficar na estrada, ajudou.

Por que esperar 2 anos inteiross entre os álbuns? Alguns punk e bandas de hardcore estão começando lançar um registro por ano.

Queríamos ter certeza de que cada nota seria intencional. Você sabe o que eu quero dizer? Fique sabendo que estávamos colocando o nosso coração e a nossa alma em cada bit de música que escrevemos. Não apenas escrevemos algo que todos acha que estava legal e depois, sendo assim, "Tudo bem, estamos juntos nisso.

Queríamos ter todo o tempo do mundo para sermos livremente criativos. Acho que demostramos através da maneira que escolhemos gravar e escrever este álbum, também. Passamos um mês isolado em uma cabine perto de nossa casa aqui, elaborando o álbum, juntando todas as coisas que estávamos trabalhando, isolados. Então, uma vez que foi possível entrar no estúdio, nos sentimos extremamente preparado. Nós não sentimos apressado. Nós sentimos que nós poderíamos produzir um produto que foi 100% de nós e não 70% por cento nós, 30% o tempo de produção.



Vocês foram para Nashville e gravaram com Brian Hood e agora vocês vão ainda mais longe, para o leste de Atlanta. Por que vocês escolheram gravar no Glow in the Dark desta vez?


O grande diferencial - e por isso decidimos fazer no Glow in the Dark nossa casa de gravação, mesmo que seja por todo o caminho em todo o país – Porque Matt McClellan está tratando nossa música e nós, como pessoas, com o máximo de tempo e cuidado.

Nós amamos o trabalho que (Brian Hood) fez por nós, mas nós achamos que não era 100 por cento de nós. ... Tendo em nossas mãos este álbum e poder viver no estúdio fez um mundo de diferença.

O que vocês são como banda?

Honestamente, nós tentamos não segurar com muita força a nada, nos lembramos que temos um ao outro como músicos, porque temos trabalhado juntos por muito tempo. Mesmo com as novas caras - Connor, o nosso novo baterista, e Michael, o nosso novo guitarrista e vocal - eles engrenaram em conjunto imediatamente.

Somos frouxamente uma banda de post-hardcore com influências distantes de wazoo. Temos que checar nós mesmos para não fazer nada já existentes. Esse som com Matt McClellan - O som do Glow in the Dark , , é muito reconhecído - Temos respeitado e amado tantas bandas por anos. Para finalmente estar naquele lugar onde temos a oportunidade de produzir algo nesse nível, nós brotamos disso.


O que esse álbum significa para você,  como letrista e vertendo todas essas emoções e idéias que estão em sua cabeça?

Falo isso muito.  Sendo  sincero comigo mesmo por escrever coisas que eu não estou necessariamente OK com ou confortável com, no momento da escrita, mas reconheço que a escrita sempre foi a minha maneira de lidar. Sempre fui extremamente catártico.  Se manter honesto e escrever as coisas que me assustam sobre mim enquanto estou sendo introspectivo, eu acho que isso é o que as pessoas mais se apegam.  Acho que isso é o que as pessoas são capazes de sentirem na nossa música. Estamos todos muito nele e sinceros.

Em segundo lugar, eu acho que foi  um momento de provar a nós mesmos que poderíamos lançar outro  full-length e ainda sermos verdadeiros com o que tinha feito, carregar todas as coisas que nós amamos no  Dear God, e que os fãs adoraram, porém encontrar maneiras diferentes para expressar essas coisas de novo. Não apenas musicalmente, mas instrumentalmente.

Sabíamos que (não poderia ) perder o controle das coisas, embora sabíamos que seria um desserviço a nós mesmos e os outros, se não tentarmos crescer como uma banda.



Há algo que você queria expressar que você não tenha falado em uma entrevista ainda? 

Seria legal  tratar do aspecto espiritual por trás da banda. Há uma grande quantidade de pessoas que só ouviram o segundo álbum. Para esclarecer, somos chamados de banda cristã muitas vezes, mas nós, como uma banda, nunca nos consideramos uma banda cristã. Isso não é o que nos propusemos a fazer.

Eu sou um cristão e outros dois membros da banda também são. Com as letras, a minha crença e da maneira que eu percebo Deus brilha. Os meus companheiros de banda têm sido extremamente generosos em me deixar dizer o que está em meu coração. Estou grato a eles por isso. Com tudo o que disse, nós acreditamos muito no amor e na compaixão, graça e misericórdia para nós mesmos e para os outros. A única missão dessa banda pode ter é a de não apenas compartilhar a música que fizemos, mas para aproveitar as conexões que sentimos com os outros em um ambiente ao vivo. Entrar em um espaço e entrar em comunhão com as pessoas, nos aproxima mais, eu acho. Enquanto estamos nesse espaço, queremos mostrar tanto amor e tanto cuidado para as pessoas ao nosso redor quanto possível e tratar a todos com o amor e a dignidade que merecem.

Você não tem que ser "religioso" ou você não tem que ter uma crença, necessariamente, em um deus ou um poder maior para ser uma boa pessoa e fazer este mundo avançar em amor, compaixão e compreensão.



Quais são seus pensamentos, , sobre bandas que na verdade abusam da indústria para se promover para poderem entrar nela, já que é uma maneira fácil de ganhar dinheiro? Como aquele episódio do "South Park", onde Cartman começa uma banda cristã, porque ele sabe que pode ser grande.

(Risos) Fé mais um! Parte de mim realmente - esta é uma palavra forte – despreza isso, essa parte de mim que realmente ama a mensagem de Cristo. ... É fácil para as pessoas consumirem porque qualquer mãe conservadora pode entrar em uma livraria cristã acompanhada de seu filho e apenas comprar um CD que acha que vai ser bom ou moralmente seguro para seu filho.

Ele é falível. Pode ter buracos furados nele. No final do dia, a arte é muito pessoal, especialmente quando se trata de quem a fez. Levar ela, algo que pode ser tão honesto e tão puro e ter essa agenda escondida por trás de tudo isso, a cantá-la para as pessoas ... Eu sei que este é o caso de algumas bandas. A banda nem sequer acha que as pessoas para quem ela está cantando estarão, em suas mentes, com eles para o resto da eternidade.

Eu sei e tenho sido testemunha de um monte de música cristã, ouvindo esse tipo de coisa por 11 anos, e vendo bandas cristãs que estão empurrando crença. Eles simplesmente saem e dizem para todo mundo lá que eles não estão, eles não são aceitos, eles não são necessariamente amados, seu pecado é odiado. Estas são todas as coisas que ouvi em primeira mão quando estou ali, naquele espaço.

Ela coloca um sentimento doentio na boca do estômago, porque eu sei que isso é algo tão puro, algo que pode ser muito uma mudança de vida, se for deixado em sua forma bruta. Sabemos que Deus não necessariamente precisa de nós para trabalhar em Seus propósitos. Somos simplesmente seus instrumentos.

Levar algo que pode ser tão puro e, em seguida, torná-lo um ponto de venda é errado para mim. Não é genuíno. É neutralizante para a missão final que essas pessoas estão tentando realizar. Tenho plena fé no Senhor para interagir na vida de todos, individualmente, no momento e no tempo em que precisam.

Ouvir um vocalista cristão parecer um superstar da WWE entre as músicas, dando um discurso sobre como eu não tenho que ir para o inferno – isso não me atrai. Isso não se aplica para mim. Eu não vejo como isso poderia parecer real ou verdadeiro para qualquer outra pessoa, simplesmente porque é tão dramatizado.

Seria bom se esses jovens nestes shows vissem as mesmas bandas darem o mesmo discurso cada noite, enquanto elas estão em turnê. Isto tudo é muito, muito prático, muito metódico, muito ensaiado. Isso tudo não é aceitável para mim. Isso é tudo que tenho a dizer sobre isso.


Como o Tim Lambesis disse recentemente, que "uma em cada 10 bandas cristãs" com quem eles fizeram turnê "realmente era uma banda cristã." 


Há muitas bandas que não se intitulam bandas cristãs que eu vejo agirem com mais amor e mais compaixão pelos outros do que eu já vi algumas bandas cristãs fazerem.

Outra coisa a jogar em cima de tudo isso é uma experiência pessoal que tive recentemente em um show. Tem uma banda aí que agora que está se intitulando uma banda cristã e se promovendo no mercado como tal. Eu não vou dizer o nome da banda, mas eles recentemente lançaram uma música falando sobre o assunto altamente delicado no mundo cristão, a homossexualidade.

Eles estavam falando sobre ... em suas letras, "Pecado é pecado. Você ainda está errado. Você ainda está vivendo nele. Você ainda está vivendo em pecado ", condenando-a.

Para ser honesto, eu não estou bem com isso. Eu me considero heterossexual e apoio os direitos iguais. Eu sou cristão. Eu conheço muitos cristãos homossexuais. Eles podem mostrar e experimentar tanto amor a Cristo e a sua mensagem como qualquer outra pessoa. Já vi casais homossexuais que estavam mais comprometidos com seu relacionamento e seus respectivos companheiros, do que a maioria dos novos casamentos que já vi. Eu poderia continuar, exceto dizer essas coisas, trazer uma mensagem branda de volta em uma cena que está tão acima do racismo, do sexismo, da homofobia, transfobia ...

As cenas do hardcore e do metal sempre foi sobre se unir, em solidariedade, para esquecer e para escapar das coisas deste mundo que nos dividem. Isso nos une em uma época de comunidade onde todos estão lá para a mesma finalidade.

Eles estão alienando  a um determinado grupo de pessoas, que - mais do que provável, com 100 por cento de certeza que há pelo menos um homossexual no espaço. Essa pessoa foi feita para se sentir completamente alienada, e eles não vão ouvir qualquer coisa que você tem a dizer nunca mais.

Na música que está retratando crença, temos que ser reais e honestos sobre esse palco montado ao nosso redor, o mundo em que vivemos agora, e para entrar e completamente alienar um determinado grupo de pessoas em um espaço onde se supõe que todos sejam aceitos? Você arruinou isso. Você contaminou isso. Você fez disso algo que nunca foi destinado a ser – algo que deveria ser o oposto disso. Estou farto de ver ideais continuados de exclusão na cena e, especialmente, na música baseada na fé. Isso é o que me dói mais. Não há autenticidade. Você tornou isso pior do que a igreja.



trad help Paulo Henrique.


News

Instagram

Postagens populares

Pesquisar este blog